6 dicas para criar um bom ambiente de estudos da criança

A participação da família no cotidiano escolar de uma criança é fundamental para o seu desenvolvimento . Entre as principais atividades nas quais seu filho precisa de um suporte, os momentos de estudos em casa merecem uma atenção especial. Você sabe como criar um bom ambiente de estudo para ele?

A escolha e a organização do local onde as tarefas de casa serão realizadas são pontos muito importantes. Afinal, o espaço ajuda a criar uma rotina, manter a concentração e até mesmo motivar a criança. Quer ver como ele pode fazer tudo isso? Confira as informações deste artigo para criar um ambiente ideal e potencializar a aprendizagem do seu filho!

1. Escolha um local adequado

A primeira orientação é em relação ao espaço da casa que a criança vai utilizar para os estudos. Eles podem ser muito variados — como o próprio quarto dela, a mesa da sala, o escritório, um ambiente aberto etc. O importante é se certificar que existem as condições básicas para manter a concentração.

A primeira delas, é claro, é o silêncio. Estudar na sala enquanto alguém assiste televisão ou escuta música, por exemplo, pode diminuir muito o rendimento do seu filho. Estar em um ambiente com muita circulação de pessoas também não é o ideal, já que qualquer movimento ou diálogo pode tirar a atenção e atrapalhar quem precisa se concentrar.

Por isso, é interessante ter um local exclusivo para estudos. Tal medida facilita a criação de uma rotina, pois seu filho sabe que em determinado momento do dia ele vai para um espaço específico estudar. Mesmo que esse ambiente fique em um cômodo compartilhado, como o quarto, é possível separar as coisas com algumas mudanças na decoração e disposição dos móveis.

2. Evite distrações

Montar um ambiente de estudo separado dos outros cômodos da casa é uma ótima maneira de evitar distrações e manter a criança longe de brinquedos, videogame ou outros estímulos enquanto faz as tarefas. Entretanto, sabemos que nem sempre isso é possível.

Mas há, ainda, outras dicas que podem ajudar na concentração do momento de estudo. A primeira diz respeito não apenas ao local, mas ao horário escolhido para a aprendizagem: é importante que seu filho possa estudar em um momento de calmaria em casa. Assim, a exposição dele a conversas e barulho que possam distrair vai ser muito menor.

Outra dica é orientá-lo a desligar aparelhos eletrônicos e deixá-los em um ambiente diferente enquanto estuda. Devem ser mantidos por perto apenas os materiais da escola. Dessa forma, será mais difícil pensar em outras atividades durante esse período.

3. Cuide do conforto

A ergonomia merece atenção especial no ambiente de estudo. Pode ser muito difícil manter a concentração e render bem se a criança está sentada em uma altura inadequada, por exemplo. Problemas na postura ou mobiliário desconfortável aumentam a distração e afetam a produtividade.

Por isso, tenha o cuidado de montar um espaço com mesa e cadeira confortáveis para o seu filho. Verifique a altura ideal para a idade dele e invista em peças que o deixe aconchegado. Lembre-se que, além dos móveis, a iluminação é outro ponto que faz diferença tanto no conforto quanto na saúde da criança.

A temperatura é mais um elemento que merece atenção. Estudar com muito calor ou frio não é uma tarefa fácil. Logo, vale a pena observar as condições do espaço e ajustar as janelas, o ventilador ou o ar-condicionado para proporcionar mais tranquilidade para quem está estudando.

4. Considere uma decoração lúdica

Você já pensou que os elementos de decoração podem ajudar a aumentar o desempenho do seu filho nos estudos? Se a estética dos espaços já faz muita diferença para os adultos, imagine para as crianças — que têm maior atenção aos elementos lúdicos e coloridos?

Ainda que esse aspecto seja frequentemente explorado em brinquedos e atividades de entretenimento, ele também pode ser muito útil para motivar seu filho na escola. Nesse ponto, a dica é não exagerar nas cores. É indicado que móveis e objetos maiores, por exemplo, sejam de tons mais claros.

Dessa forma, é possível compor o ambiente de estudo com alguns detalhes coloridos, como almofada, pufe ou objetos menores. Isso tudo deixa o espaço mais atrativo para a criança, tirando um pouco o ar de seriedade. A presença de organizadores divertidos e livros que ela goste já ajuda a dar esse efeito.

Outra estratégia que traz bons resultados é a escolha dos materiais escolares. Crianças se atraem muito por itens com seus personagens preferidos. Assim, ter caderno, canetas e outros objetos desse tipo ajuda a estreitar a relação dela com as atividades de estudo.

5. Mantenha tudo organizado

Quem não gosta de estar em um ambiente bonito, limpo e organizado? Ainda que as crianças não pareçam valorizar diretamente essa experiência, saiba que tudo isso pode influenciar a atenção, a concentração e a motivação dela para os estudos. Ou seja, fazer as tarefas em qualquer espaço e sem muita organização pode dificultar o rendimento dela.

Por isso, preocupe-se com as formas como o ambiente de estudo é organizado. Colocar prateleiras, gavetas e nichos ajuda muito nisso. Incentive seu filho a guardar com cuidado o material e sempre saber onde cada coisa se encontra. Dessa forma, é possível economizar tempo, facilitar a concentração e ainda ensinar valores, como responsabilidade e autonomia.

6. Crie uma rotina

É muito importante que os pais adaptem sua agenda para ter um tempo familiar de qualidade e poder ajudar seus filhos nos estudos. Com isso, criar uma rotina que a criança conheça e possa acompanhar é uma estratégia muito útil para manter o interesse dela.

Afinal, não é suficiente ter um ótimo ambiente de estudo, se seu filho não é estimulado a criar o hábito de se dedicar às atividades escolares durante algumas horas de seu dia. E o que é melhor para isso do que poder passar um tempo com os pais?

Ainda que não seja possível estar com ela todos os dias, experimente montar um cronograma junto com a criança. Nele, você especifica os horários para estudo e marca os momentos em que poderão estar reunidos para que ela esclareça possíveis dúvidas e peça sua ajuda.

Com essas ideias, você pode criar um ambiente de estudo incrível e funcional para seu filho. Então, ele vai ter muito mais facilidade de manter-se motivado e apresentar um ótimo rendimento. Investindo na parceria entre escola e família, tudo fica mais fácil!

Este artigo auxiliou você? Que tal compartilhar o conteúdo nas redes sociais e trocar essas dicas com amigos?

Tags: