Por que promover projetos de sustentabilidade social na escola?

Você se preocupa com o meio ambiente? As crianças e os adolescentes estão em meio a uma cultura que não separa o lixo e desperdiça muita água. Com isso, fica difícil mostrar a eles qual é o valor de cuidar dos recursos do planeta. Em função disso, contar com projetos de sustentabilidade social na escola é fundamental.

Por meio da sustentabilidade é possível nutrir as práticas e os sentimentos que podem fazer com que os alunos tenham as atitudes corretas desde a infância.

Neste texto você verá quais são as vantagens de unir educação e sustentabilidade. Depois, entenderá como isso pode ser feito. Prepare-se para fazer com que o seu filho tenha mais consciência ambiental e ajude-o nesse sentido!

Quais são as vantagens de unir educação e sustentabilidade?

Diversas espécies correm risco de extinção. A água, utilizada de maneira incorreta, tende a se tornar mais escassa. Enquanto isso, a emissão de CO2 aumenta os efeitos das mudanças climáticas, o que pode fazer com que a vida no planeta seja mais difícil tanto para os animais quanto para os humanos.

Por outro lado, é possível explorar o meio ambiente para obter os recursos necessários para a sobrevivência. Locais como a Amazônia são férteis para o cultivo de diversos tipos de frutas e extratos utilizados tanto na culinária quanto na indústria cosmética.

Entretanto, é necessário que a exploração seja feita de forma sustentável para que os recursos continuem disponíveis no ambiente, possibilitando que a população tenha acesso a tais recursos para consumo próprio e para continuar a tirar deles o seu sustento.

Para que haja uma mudança de mentalidade na população, a escola é um local fundamental. Sem que valores fundamentais sejam incentivados e ensinados, a tendência é que a sustentabilidade continue sendo deixada de lado pelas pessoas.

Quando ainda jovens, é mais fácil mostrar aos alunos o quanto pensar no futuro e no meio ambiente é importante para a vida no planeta e para o próprio sustento da população, já que o fim dos recursos também significa o fim do comércio deles.

Dentro da escola, diversos projetos podem estimular a consciência dos alunos e criar neles a necessidade real de cuidar do meio ambiente e de explorá-lo da forma correta. Veja, agora, o que pode ser feito dentro da instituição de ensino.

Como trabalhar a sustentabilidade social na escola?

Há diversas formas para que a escola trabalhe a sustentabilidade. Veja agora algumas maneiras para que isso aconteça.

Economia de água

Além do alarme para uma possível falta de água no futuro, os efeitos podem ser sentidos quando os níveis dos reservatórios ficam mais baixos, levando a pequenas interrupções do fornecimento de água. Além disso, como a energia elétrica do nosso país é fornecida, em grande parte, por hidrelétricas, os baixos níveis podem comprometer o fornecimento de energia, bem como encarecê-las — já que as usinas termelétricas são ativadas. Em épocas mais secas, isso já acontece com as bandeiras tarifárias.

Isso significa que uma forma de economizar água é diminuir o uso de energia. De acordo com um este estudo, produzir energia por meio de hidreletricidade gasta 4 vezes mais água do que o consumo humano no país. Além disso, pequenas ações como tomar banhos menos demorados, usar a água de chuva ou da máquina de lavar para limpar a calçada e desligar a torneira ao ensaboar a louça podem ajudar.

As crianças também devem aprender que não economizar água deixa as contas mais caras. O consumo de mais litros por mês aumenta o valor das contas. O mesmo acontece com a energia, o que significa que cuidar do meio ambiente também é uma forma de economizar.

Reciclagem do lixo

O Brasil é o 4º país que mais produz lixo no mundo, mas pouco mais de 1% desse lixo é reciclado. Com isso, a maior parte dos rejeitos é encaminhada para aterros e lixões, o que aumenta a poluição do meio ambiente. Quando lançados em rios e nascentes, fazem com que todo o curso seja comprometido, dificultando a vida de populações ribeirinhas e de todos que utilizam os recursos daquele local.

Para piorar, a reciclagem pode gerar recursos para a própria população, já que ainda há valor nos produtos recicláveis que são descartados com os demais. O valor perdido é de pelo menos R$ 3 bilhões ao ano. Tanto as empresas quanto os catadores são prejudicados com a falta de coleta seletiva.

A escola é uma das melhores maneiras de conscientizar os alunos sobre a coleta seletiva. Quando existente na cidade, os alunos devem ser informados sobre os dias em que ela ocorre e qual é a melhor maneira de separar os rejeitos.

Caso não exista, a instituição pode mostrar as alternativas para que os alunos e a família possam separar o lixo de forma segura e encaminhá-lo para o melhor local. Além disso, a própria escola pode ensinar os alunos a partir da coleta do próprio lixo, contando com lixeiras separadas para cada tipo de rejeito.

Preservação ambiental

Outro tópico que deve estar presente no dia a dia dos estudantes é a necessidade de cuidar do meio ambiente. O plástico, por exemplo, é um dos grandes vilões da vida marinha, uma vez que parte dele é descartado nos rios (que desembocam no mar), dificultando a vida de pequenos animais, como as tartarugas. Canudos, por exemplo, podem ficar presos no nariz desses animais, dificultando a respiração.

Os alunos também devem entender que a maior parte dos produtos que eles usam é retirada do meio ambiente. Quando há menos desses recursos disponíveis, o preço aumenta, fazendo com que seja preciso pagar mais por seus derivados. Por isso, crianças e adolescentes devem ser alertados a evitar o uso exagerado de plástico, por exemplo, e encaminhar para a reciclagem todos os materiais que tenham tal possibilidade.

Como você viu a sustentabilidade social na escola é fundamental para que a vida humana seja mantida com qualidade. Além disso, a falta de cuidado pode aumentar os valores pagos nas contas e nos produtos. Sendo assim, procure uma escola que foque na preservação do meio ambiente e que ensine isso aos alunos.

A escola é um lugar para que os valores dos alunos floresçam. Você sabe como selecionar corretamente a instituição de ensino? Então entenda mais sobre o assunto!