Projeto da unidade Floresta resgata vida de pensadores de todos os períodos históricos

“Falar de pensadores e pensadoras é falar de homens e mulheres, de gente que, independentemente da época e da sua linha de raciocínio, contribuiu para que o mundo fosse um lugar mais aberto ao diálogo”. Com essas palavras, os estudantes da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Batista Mineiro – Unidade Floresta abriram a apresentação do projeto “Pensadoras e pensadores – mulheres e homens que transformaram o mundo”. A iniciativa foi realizada no último dia 20 de agosto, no Teatro Maddox.

Ao todo, mais de 60 estudantes apresentaram individualmente e na primeira pessoa a vida de um pensador e as obras de cada um deles. Pensadores de todos os períodos históricos foram representados, como Adélia Prado, Anne Frank, Aristóteles, Joana D’Arc, Pitágoras e Platão. Com figurinos de época, os estudantes deram um verdadeiro show de atuação!

“O que realmente eu vi foram alunos se tornando responsáveis, trabalhando em equipe, um cuidando e ajudando o outro, além de competências que, às vezes, são esquecidas e pouco valorizadas, como a empatia e a compaixão. Digo isso não somente no sentido de se colocar no lugar do colega de trabalho, mas também de se colocar no lugar da própria pensadora ou pensador para poder narrar com tanta paixão a história que eles ofereceram para o público nesse dia”, afirmou o professor de Filosofia Douglas Santareli.

Conforme Santareli, o projeto proporcionou ainda que os estudantes desenvolvessem o autocuidado, uma vez que puderam descobrir os próprios limites, e a criatividade. “Também foi feita uma pesquisa de linguagem. Eles escreveram um texto com as normas da ABNT sobre a vida e as obras dos pensadores. Foi ainda um aprendizado científico, já que nesse trabalho escrito eles produziram abstracts, que são os resumos feitos em inglês e em espanhol sobre o estudo realizado”, destacou o professor.

Tags: