Do Batista para o mundo: ex-estudante recebe quarto prêmio de jornalismo

Dominar a arte da escrita. Este talento acompanha Thaíne Belissa desde os tempos de Colégio Batista Mineiro, onde estudou do Maternal até a conclusão do Ensino Médio, em 2004. Durante a fase escolar, ela sempre foi destaque nas aulas de redação, despertando a atenção dos professores da disciplina pela criatividade nos textos.

Formada em Jornalismo, a ex-estudante do Batista passou a ser reconhecida também nos grandes veículos de comunicação por onde passou. Há 5 anos nas editorias Negócios e Inovação do jornal Diário do Comércio, Thaíne ganhou recentemente seu quarto prêmio na profissão. Com a matéria “Franchising também é lugar de inovação”, que faz parte de um caderno especial produzido em parceria com a repórter Daniela Maciel, ela recebeu, em São Paulo, o prêmio ABF Destaque Franchising, da Associação Brasileira de Franchising, na categoria Mídia Regional.

Principal premiação do mercado de franquias brasileiro, a honraria presta homenagem às marcas e profissionais que, por meio de sua atuação, contribuíram decisivamente para o desenvolvimento sustentável do setor nos últimos anos. Além deste, a jornalista recebeu também os prêmios: Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL BH) – 3º lugar da categoria Jornal Impresso; Prêmio Automação, da Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil) – categoria Imprensa; e 1º Prêmio de Jornalismo do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon MG).

Além do amor pelo que faz, Thaíne dedica todas as suas conquistas na profissão à sua família e ao Colégio Batista Mineiro: “Eu não tenho dúvidas de que boa parte do meu amor às palavras e às histórias veio da forma como meus pais me educaram. Minha casa estava sempre cheia dos livros que minha mãe, que foi professora do Batista durante muitos anos, trazia. Meu pai também me contava histórias para dormir e me levava à biblioteca pública aos fins de semana. Da mesma forma, o Batista tem parte fundamental nesse meu processo. Tive excelentes professores de redação, como a Sandra Ferreira, que identificaram um talento nascendo e me incentivaram. As atividades culturais e criativas de que participei no Colégio também foram muito importantes para aflorar minha capacidade criativa. Fiz teatro, escrevi roteiros para saraus, apresentei feiras culturais: isso não tem preço na formação de uma criança e de um jovem. Sou realmente muito grata pela minha educação”, ressaltou.

Projeto Conto Reconto
Não é só o jornalismo que faz seu coração bater mais forte. Thaíne também é amante da literatura infantil. Para compreender mais sobre esse universo, bem como entender a forma de aprendizado das crianças, ela se pós-graduou no curso de Neurociência aplicada à educação.

Além disso, como forma de unir suas duas paixões, criou o projeto “Conto Reconto”. Com o objetivo de proporcionar pílulas de leveza no dia a dia, o projeto promove a contação de uma história da literatura infantil, seguida por discussão, por meio de crônicas, dos diferentes caminhos para onde ela pode nos levar. O programa também conta com o quadro “Aumenta um Ponto”, que realiza entrevistas com uma ou mais pessoas que ampliam o tema retratado.

Os podcasts estão disponíveis nos links a seguir:
Site| Instagram| Facebook
Spotify e no Castbox: Conto Reconto

Tags: