Do Batista para o mundo: ex-estudante é pesquisador pós-doutoral nos EUA

O melhor ensino é o exemplo. Ítalo Do Valle é a prova disso. Formado em 2007 no Colégio Batista Mineiro, o jovem é graduado em Ciências Biológicas e mestre em Bioinformática pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É também doutor em Ciências Bioquímicas e Biotecnológicas pela Universidade de Bologna, na Itália, e pesquisador pós-doutoral na Northeastern University, nos Estados Unidos.

Participou ainda de várias publicações, sendo que a mais recente foi divulgada no periódico Nature Communications, de renome internacional, quando apresentou o trabalho em que foram aplicados novos métodos de análise de dados para descobrir fármacos alternativos para o tratamento de diversos tumores. Além disso, atualmente participa e colabora em vários projetos de inovação e alcance internacional com instituições como American Heart Association, Harvard Medical School e Veterans Association.

Toda essa trajetória, afirma Ítalo, foi possível porque lá atrás teve o incentivo de uma equipe nota 10 do Batista. “Fui muito influenciado pelo meu tio Marconi, na época professor do Colégio, e pelos demais membros da equipe de Biologia, como os professores Fábio, Cláudio, Renata e tantos outros”, recorda ele. E o contato com a escola não parou por aí. “No primeiro ano da graduação, fui estagiário no Colégio, ajudando em aulas práticas e suporte aos estudantes”, compartilha.

Além da sala de aula
Conforme Ítalo, o Batista também marcou pelo crescimento pessoal proporcionado a ele durante a época de escola. “No Colégio, me formei como pessoa. Na preparação do vestibular, um dos períodos mais difíceis da minha vida, pude contar com um time fantástico de professores e coordenadores que eram não somente muito capazes, mas também muito gentis e humanos no tratamento que tinha comigo e com meus colegas. Durante esse mesmo período, pude desenvolver habilidades de liderança como presidente de classe, tendo um contato semanal e muito rico com [a coordenadora] Junia Marcossi e [a diretora] Cláudia Beatriz, que pacientemente nos escutavam e nos assistiam. Também fui muito influenciado por pessoas como pastor Rubens, pastor Wagno, professor Elair e muitos outros”, lembra.

Ítalo recorda ainda que foi visitante frequente da biblioteca, onde leu vários livros e teve conversas que serviram de base para toda a vida. “Tive [na biblioteca] longas conversas com o pastor Samuel, que ali trabalhava e me dava valiosas dicas de leitura e sobre a vida. Uma vez por semana participava do ‘Clubinho’, por meio do qual os alunos se organizavam para discutir e vivenciar as grandes questões do cristianismo”, destaca.

Com o coração grato, Ítalo diz que espera um dia retribuir ao Colégio Batista pelas experiências e pelos ensinamentos que adquiriu na escola. “Quando olho para trás, vejo um lugar onde aprendi muito sobre a vida. No Batista, nós sonhávamos tantas coisas que pareciam muito distantes, ousadas e, às vezes, impossíveis. Com a generosidade, o suporte e o carinho do Colégio, tive a base necessária para tornar tantos deles realidade”, acrescenta.

Dicas de ouro
E, para os estudantes que também desejam alçar voos altos, ele deixa algumas dicas: “Para alcançar nossos objetivos, precisamos de três coisas fundamentais: disciplina, paciência e desenvolvimento contínuo dos nossos conhecimentos/habilidades. Obviamente, devemos cultivar nossos valores éticos e morais para que possamos ser respeitados pelos nossos pares e pela comunidade”.

Ítalo Do Valle e o diretor-geral da Rede Batista de Educação, prof. Valseni Braga, em visita ao Colégio Batista Mineiro
Tags: