As relações “in-tensas” entre fé e cultura