Saiba como lidar com o tédio e estresse infantil durante o isolamento social

Você sabia que o isolamento social pode ocasionar tédio e estresse infantil? Sim, não são apenas os adultos que podem sofrer com essa alteração da rotina.

Ficar confinado e ter que lidar com os efeitos da pandemia do coronavírus pode também mexer com o emocional dos pequenos. Afinal, ao fazer menos atividades estando em casa, muitas crianças têm ficado mais ociosas. Isso pode resultar em bastante tédio, estresse e ansiedade para eles.

Para ajudar a amenizar essa situação, reunimos algumas dicas neste post. Assim, você, pai ou mãe, pode ajudar a aliviar o tédio e o estresse infantil, entre outras consequências da quarentena.

COMO IDENTIFICAR O PROBLEMA

O primeiro passo é identificar se seu filho tem desencadeado algum quadro nesse sentido. Verifique se há sinais de ansiedade, depressão, estresse, pânico ou alguma outra mudança de comportamento.

Mudanças de comportamento

Como dissemos, é importante estar atento a mudanças de comportamento. Alterações na maneira de agir, por exemplo, é um aspecto que deve ser levado em consideração.

Uma criança que sempre foi agitada apresentar um comportamento muito quieto não é normal. Da mesma forma, não é comum uma criança mais quieta ficar agitada ou impaciente demais.

A falta de interesse por coisas que seu filho gosta também deve ser observada.

Sinais físicos

É importante levar em conta ainda mudanças relativas aos aspectos físicos. Isso inclui, por exemplo, presença de dor de cabeça, problemas gastrointestinais, tensão muscular, ranger de dentes, mãos suadas, entre outros.

Um dos sinais é também em relação à mudança na alimentação. Veja se seu filho tem comido muito mais ou têm tido falta de apetite.

A alteração no sono pode ser outro sinal. Se a criança tem tido insônia ou dormido demais, pode ser um indício de que algo não está bem.

A apatia e o desânimo também são sintomas que precisam ser verificados.

O QUE FAZER

Além do confinamento em casa, o bombardeio de notícias sobre o coronavírus também pode gerar estresse infantil ou até mesmo pânico e medo. Por isso, você deve tomar cuidado com a forma e a quantidade de informações que passa sobre o assunto.

Trate o tema com seriedade, mas sem exageros. Afinal, a saúde mental e emocional dos pais impacta a vida dos filhos.

Além disso, mantenha o diálogo com seus filhos. Converse com eles para saber o que estão sentido. Aproveite essas conversas para informar que você e toda a família têm tomado atitudes de prevenção contra a Covid-19. Assim, tranquilize e mostre a eles que o lar de vocês é um lugar seguro.

Caso perceba que é necessário, busque ajuda médica ou psicológica para a criança. Casos mais sérios de ansiedade, estresse, pânico devem ser tratados por um profissional. Sintomas como insônia, diarreia, falta de apetite, entre outros, também devem ser relatados aos especialistas da saúde.

5 DICAS PARA MELHORAR A ROTINA DAS CRIANÇAS

Para aliviar o tédio e estresse infantil das crianças nesse período de confinamento, listamos 5 dicas para executar em casa. Assim, a rotina do seu filho ficará mais leve e mais agradável para ele. Confira!

1. TENHAM MOMENTOS EM FAMÍLIA

Por estar em home office, talvez, você tem tido dificuldade de estabelecer horários padronizados para o trabalho. Com isso, pode ter acabado ocupando horários que antes eram dedicados à família. Se esse é o seu caso, a primeira dica é organizar sua rotina.

Estabeleça quais serão os seus horários de trabalho e aproveite os intervalos para dar atenção ao seu filho. Além disso, é importante separar outros momentos para fazer alguma atividade juntos. Os momentos de qualidade em família são essenciais para o bom desenvolvimento emocional dos filhos.

2. ORGANIZE A ROTINA DO SEU FILHO

Organizar a rotina da criança é tão importante quanto organizar sua própria rotina. E, com o isolamento social, pode ser que seja preciso redefinir o ritmo da vida dos filhos.

Por isso, coloque em ordem os horários em que eles precisarão acordar, dormir, comer, brincar, estudar… Ao perceberem que têm várias atividades a fazer, eles verão que podem relaxar e deixar as inquietações de lado. Tome cuidado, porém, para não encher demais a agenda das crianças.

Assim, com uma rotina estabelecida, os pequenos sentirão que a vida continua (quase) normalmente.

3. SEPARE MOMENTOS PARA BRINCADEIRAS E LAZER

O brincar é essencial para a criança. Além de proporcionar o desenvolvimento social, motor, da linguagem, do cognitivo, entre outros, a brincadeira é um momento de diversão.

Sendo assim, trata-se de um momento em que a criança poderá relaxar e se distrair dos efeitos do coronavírus, como o confinamento. A ideia é, assim, aliviar o tédio e o estresse infantil de uma forma bem leve.

Por isso, inclua no dia a dia do seu filho períodos para o brincar e o lazer. Aproveite também e una-se a ele nessa hora. Com certeza, será uma bela oportunidade de ter um momento em família prazeroso.

4. ESTABELEÇA HORÁRIOS PARA OS ESTUDOS

Tenha cuidado para que seu filho não perca as atividades que a escola tem enviado de forma on-line.

Além de ser superimportante manter os estudos em ordem para o retorno às aulas presenciais, aprender fará bem para a criança. Isso porque estudar irá ajudá-los a ter a percepção de que, apesar do isolamento, as responsabilidades precisam continuar sendo cumpridas.

Dessa forma, os estudos aumentarão também o tempo produtivo, diminuindo a ociosidade e, consequentemente, o tédio e o estresse infantil.

Outro benefício é que o estudo ajuda a exercitar o cérebro, o que é importante para a saúde mental.

5. EVITE CUIDADOS EXCESSIVOS

Exagerar nos cuidados da criança pode ser prejudicial tanto quanto negligenciá-los. E esse é um risco que muitos pais correm ao identificar que o filho apresenta algum quadro danoso à saúde.

Por isso, a última dica é que seja evitada a superproteção. Busque dar espaço para seu filho enfrentar as novas situações trazidas pela quarentena. Veja quais medidas pode tomar junto com ele, mas também deixe-o se posicionar sozinho no que for possível.

Gostou deste post sobre como lidar com o tédio e o estresse infantil? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais para que eles também possam ajudar seus filhos! Aproveite e leia também nossas dicas sobre como cuidar da saúde mental durante a quarentena!

 

Tags: