Hoje, vivemos uma luta diária para dar conta da casa, do trabalho e da família, não é mesmo? Em meio a tantas responsabilidades, como você faz para motivar seu filho na escola? Nessa fase da vida, os jovens precisam de um empurrãozinho para manter o foco nos estudos.

Isso acontece, principalmente, porque a pré-adolescência é marcada por uma série de mudanças físicas e emocionais. Ao mesmo tempo, é o início de uma longa caminhada profissional e é natural que exista carência de apoio para gerenciar a rotina.

Neste post, vamos apresentar 8 ótimas dicas para você motivar o seu filho a conquistar um futuro brilhante. Continue a leitura.

1. Primeiro de tudo, mantenha um diálogo aberto

Normalmente, os filhos desconhecem a importância de se esforçar para melhorar as notas. Por outro lado, muitas vezes, essa falta de interesse no aprendizado é confundida com preguiça. Para entender esse comportamento, é preciso investigar de perto.

O melhor jeito de fazer isso é com diálogo. Então, pergunte como ele está se sentindo na escola em relação aos colegas. Questione sobre possíveis dificuldades de aprendizado, relacionamento ou qualquer situação que possa desmotivá-lo.

Também é legal você se aproximar dos professores, coordenadores, diretores e profissionais de educação, bem como trocar ideias com outros pais. Uma comunidade escolar unida ajuda a melhorar a qualidade da comunicação.

2. Mostre a importância de aprender

Grande parte dos jovens acredita que precisa estudar só para passar de ano. Por isso, é recomendável fazê-los enxergar que todas as matérias são essenciais para o entendimento do mundo que o cerca.

Além do mais, é a porta de entrada para ingressar em uma faculdade, uma vez que vestibular ou ENEM exigem os conhecimentos que são repassados. Fale que as pessoas que não conseguem concluir o ensino fundamental e médio têm muita dificuldade em encontrar uma oportunidade no mercado de trabalho.

Afinal, as empresas que contratam estão sempre em busca de equipes eficientes, engajadas e experientes. Ao se esforçar, o seu pequeno vai conquistar uma boa colocação ou, quem sabe, empreender um negócio próprio.

3. Incentive a leitura para motivar seu filho na escola

Por mais que a escola desempenhe bem essa função, é extremamente importante que os pais também incentivem o filho a ler. A leitura ajuda a memorizar a grafia das palavras, enriquece o vocabulário e, acima de tudo, promove compreensão e senso crítico.

Se ele tomar gosto pelos livros, a curiosidade vai se estender a outros temas, como: biologia, ciências, história etc. Quando o entendimento acontece de forma natural, sem a necessidade de decorar respostas prontas, fica muito mais fácil memorizar o conteúdo.

4. Estabeleça um horário de estudo

Disciplina é tudo. Se você deixar o seu filho estudar a hora que quiser, provavelmente, ele vai esquecer ou se distrair com outras coisas. Isso vai prejudicar o aprendizado, assim como interferir o momento certo de almoçar, jantar ou dormir.

Então, entrem em acordo para definir um horário exclusivo para se dedicar. Dessa forma, é possível construir o hábito de aprender diariamente, sem ninguém precisar mandar. Não se esqueça de que para ter um melhor aproveitamento é preciso ter uma boa noite de sono.

5. Evite oferecer recompensas

Um equívoco comum é trocar uma nota alta por presente ou quantia em dinheiro. Por mais que possa parecer motivador, a prática de recompensa não é saudável, pois a criança vai entender que só vale a pena estudar se for paga para isso.

Nesse caso, quando chegar à faculdade, como encontrar vontade para continuar aprendendo? Evite oferecer prêmios. Faça o seu filho entender que os maiores benefícios são: aprender, conquistar um lugar no mercado de trabalho, prestar um serviço à sociedade, se destacar como profissional.

6. Defina pequenas metas para melhorar o desempenho

Ora, até mesmo nós, adultos, muitas vezes, nos sentimos desanimados diante de uma tarefa muito complexa. Entretanto, é preciso pensar com estratégia para encontrar meios de alcançar os objetivos. Um deles é a definição de metas.

Por exemplo: digamos que o seu filho tenha que ler um livro de 300 páginas em determinado espaço de tempo. Se dividir o número de páginas pela quantidade de dias, vai encontrar o tempo mínimo necessário para completar a obra.

Ao estabelecer metas realistas e alcançáveis, é possível garantir o cumprimento das tarefas em tempo hábil. Outra vantagem é a motivação que vem como consequência de um trabalho bem-sucedido.

7. Comemore as conquistas

Se existe uma forma de fazer com que o adolescente se mantenha motivado é ajudá-lo a perceber o próprio crescimento. Por isso, demonstre entusiasmo diante de pequenas e grandes conquistas.

Tirar uma nota boa naquela prova difícil, compreender um assunto mais complexo, participar de eventos mesmo com um pouco de timidez, terminar a leitura de um livro ou concluir um trabalho: tudo isso deve ser motivo de alegria.

8. Saiba lidar com os fracassos

Em alguns momentos, os obstáculos não são superados a curto prazo. Ou seja, o entendimento de uma equação matemática só acontece depois de dezenas de exercícios. O importante é não desanimar mesmo se a nota da prova não for satisfatória, ou se o boletim estiver com números em alerta.

O ideal é persistir cada vez mais, utilizar o mesmo material da prova feita para rever os exercícios, identificar o erro e encorajá-lo a treinar. Se for necessário, contrate um profissional para auxiliar o seu filho nos estudos. Ele saberá identificar as dificuldades e atuar de forma didática para contornar o problema.

Viu como é possível motivar seu filho na escola? Manter um diálogo aberto, mostrar a importância de aprender, incentivar a leitura, não oferecer recompensas, definir metas, comemorar conquistar e superar desafios são as principais atitudes que você precisa tomar. Pense nisso!

Gostou das dicas? Compartilhe este post nas redes sociais para que seus amigos possam ajudar os filhos deles também!