JUSTIÇA: Como ser uma pessoa mais justa?

https://www.youtube.com/watch?v=XfvcHUhfKxo

A JUSTIÇA COMO VIRTUDE MORAL

O QUE É JUSTIÇA?

Justiça é um conceito abstrato que se refere a um estado ideal de interação social em que há um equilíbrio, que por si só, deve ser razoável e imparcial entre os interesses, riquezas e oportunidades entre as pessoas envolvidas em determinado grupo social.

Designa o respeito pelo direito de terceiros. A aplicação ou reposição do e envolver direito pode ser maior ou menor se envolver virtude moral ou alguma coisa puramente material.

DE QUE MODO É POSSÍVEL RECONHECER A JUSTIÇA?

A justiça pode ser reconhecida por mecanismos automáticos ou intuitivos nas relações sociais, ou por mediação através dos tribunais, através do Poder Judiciário.

COMO A JUSTIÇA É NORMALMENTE REPRESENTADA?

Entre os antigos gregos era representada pela deusa Themis e, posteriormente, pela deusa diké, que aparece de olhos abertos para enxergar os erros e as faltas de todos os seres humanos.

Já entre os romanos, a justiça era apresentada como uma estátua de olhos vendados. O valor máximo da justiça assim representada era a igualdade de todos perante a lei. Cabia à justiça assegurar que tivessem iguais garantias legais. Em outras palavras, a justiça deve garantir igualdade entre cidadãos.

A JUSTIÇA COMO UMA DAS VIRTUDES CARDINAIS

As virtudes cardinais ou virtudes cardeais podem ser chamadas de virtudes polares. É que representam um polo em torno do qual as outras virtudes giram. São elas que regulam os nossos atos, ordenam as nossas paixões e guiam a nossa conduta segundo a razão e, na perspectiva da fé cristã, segundo a fé. Trata-se de uma constante e firme vontade de dar aos outros o que lhes é devido.

SÍMBOLOS DA JUSTIÇA

Vamos destacar aqui 4 símbolos – imagens alegóricas que são usadas e difundidas como representação da justiça e suas manifestações:

  1. A espada simboliza a força, coragem, ordem, regra, e aquilo que a razão dita e a coerção para alcançar tais determinações.
  2. A balança simboliza a equidade, o equilíbrio, a ponderação, a igualdade das decisões aplicadas pela lei.
  3. A deusa de olhos vendados – usualmente uma imagem da deusa romana Iustitia, que corresponde à grega Dice, significa o desejo de nivelar o tratamento jurídico de todos por igual, sem nenhuma distinção. Tem o propósito da imparcialidade e da objetividade. É a afirmação de que todos são iguais perante à lei.
  4. Já a deusa de olhos abertos e sem venda pode ser interpretada como a necessidade de não deixar que nenhum pormenor relevante para a aplicação da lei seja desconsiderado, avaliar o julgamento de todos os ângulos.

COMO AGIR DE MANEIRA JUSTA?

Os símbolos da justiça  apontam formas de agir de modo muito explicito. A ação justa deve ser corajosa, não se deixando intimidar com o poder dos que agem de maneira injusta.

A ação justa é regrada, comedida, pensada com critério. Ou seja, precisa ser conduzida pela razão. Equilíbrio e ponderação são marcas importantes da ação justa, para que haja igualdade nas decisões aplicadas pela lei.

A ação justa deve ser imparcial e objetiva. Deve ser detalhista, não permitindo que nenhum aspecto relevante para a ação da lei seja desconsiderada.

Tags: