Intercâmbio na adolescência: como funciona e por que fazer?

Quem estuda um idioma sabe o quanto pode ser difícil praticar a outra língua e treinar o que está aprendendo . Matricular-se em um curso de qualidade e consumir conteúdos internacionais são ações que ajudam bastante, mas fazer um intercâmbio na adolescência é, sem dúvida, uma ótima maneira de impulsionar o rendimento nos estudos.

Essa experiência não garante apenas um maior domínio da língua. Ao passar um tempo no exterior, o estudante também acelera seu desenvolvimento pessoal e profissional. Afinal, lidar com a independência da vida em outro país gera um crescimento muito relevante.

Então, que tal saber mais sobre essa oportunidade incrível para o seu filho adolescente? Confira as informações deste artigo!

Como funciona um intercâmbio na adolescência?

Existem diversos tipos de intercâmbios disponíveis para pessoas de idades variadas. Entretanto, aproveitar essa chance durante a adolescência é ainda mais rico, já que, nessa fase, é possível dedicar um tempo maior aos estudos. Além disso, os adolescentes estão mais abertos às novidades e têm facilidade para aprender conteúdos diferentes.

O primeiro passo para as famílias que desejam realizar esse investimento é conhecer programas de intercâmbio disponíveis para o perfil do seu filho. Eles podem variar em alguns pontos importantes — o período e a duração da viagem, o custo, o local de moradia etc.

Algumas agências de viagens são especializadas nesse serviço e oferecem diversas opções. Também existem cursos de idiomas e escolas que organizam intercâmbios. Essa é uma alternativa muito vantajosa, pois o processo é conduzido por uma equipe que você e seu filho já conhecem e confiam.

Nesse momento de pesquisar sobre os programas, uma decisão fundamental vai surgir: a escolha do local. Essa não é uma tarefa simples, já que toda a experiência depende desse ponto. Uma dica é considerar a relevância do idioma no nosso país. Nesse sentido, o mais indicado é viajar para locais que falam a língua inglesa — Estados Unidos e Canadá, por exemplo.

Decidindo o país e o período da viagem, o sonho de realizar um intercâmbio começa a tomar forma. Então, é hora de verificar os requisitos para participar do programa e organizar toda a documentação necessária. Esse fator merece uma atenção especial para evitar qualquer desencontro.

Quais são os principais benefícios de realizar um intercâmbio?

Fazer um intercâmbio na adolescência é algo muito vantajoso para os jovens, mas você conhece os principais benefícios envolvidos nessa atividade? Confira o que a viagem pode proporcionar ao adolescente!

Domínio mais rápido do idioma

Geralmente, essa é a vantagem mais lembrada quando se fala em passar um período em outro país. Afinal, nada ajuda a fixar mais a aprendizagem de uma língua do que uma imersão completa entre os falantes nativos, certo?

Imagine seu filho não apenas assistindo aulas com professores americanos ou canadenses, mas também conversando em inglês com colegas de turma e, ainda, fazendo compras e realizando diversas atividades diárias nessa língua. Certamente, ele voltará para o Brasil em um nível bem mais avançado.

De fato, ter contato diário com pessoas que falam outro idioma é uma das estratégias de aprendizagem mais eficientes — e nem sempre é fácil encontrar isso no Brasil. Dessa maneira, quem pretende alcançar o nível de fluência em uma língua estrangeira tem muito a ganhar fazendo um intercâmbio na adolescência.

Diferencial no currículo

O adolescente já precisa começar a pensar em como será sua vida profissional. Escolher um curso e se preparar para exercer uma profissão fazem parte dos desafios dessa idade. Por isso, construir um currículo diferenciado por meio de um intercâmbio é uma grande vantagem.

As empresas valorizam muito a experiência vivida em outro país — não somente por conta da fluência no idioma, mas também por outras aprendizagens que o intercambista tem durante esse período. Assim, colocar isso no currículo, sem dúvida, enriquece o perfil profissional do seu filho.

Ou seja, vai ser mais fácil conseguir oportunidades de estágio e emprego, além de ter melhores condições para crescer profissionalmente (principalmente em empresas multinacionais). Sem falar das possibilidades de investir em um próprio negócio ou até mesmo trabalhar em outro país.

Desenvolvimento pessoal

Não é apenas o aspecto acadêmico ou profissional que se torna mais rico depois do intercâmbio na adolescência. Quem vive essa experiência também passa por intenso crescimento emocional e aprendizagem de valores fundamentais para a vida — como autonomia, responsabilidade e habilidades de relacionamento interpessoal.

Isso acontece porque a vivência de uma rotina independente, distante de familiares e amigos, impulsiona o adolescente a se organizar e desenvolver estratégias emocionais para lidar com as mudanças. Além disso, em muitos intercâmbios ele também vai precisar realizar atividades cotidianas que talvez não faça em casa.

Por todos esses motivos, é muito difícil voltar de um intercâmbio sem que esse tenha sido um período transformador. Seu filho vai ter muitas chances de amadurecer e se tornar uma pessoa mais independente, organizada e emocionalmente equilibrada. Isso faz toda a diferença na vida pessoal e profissional, não é?

Novas experiências culturais

Outro beneficio marcante do intercâmbio é ter contato com uma nova cultura. Sabemos que a vida em países desenvolvidos pode ser bem diferente da rotina no Brasil. O adolescente terá sua visão ampliada ao conhecer novas pessoas e costumes. Por isso, viajar é algo tão interessante.

Além disso, o intercambista convive com nativos do país e também com colegas de diversas nacionalidades, o que o ensina a respeitar as diferenças e se relacionar bem com os outros. Estar em outro local agrega, ainda, melhores condições de estudo para o seu filho. Essa experiência ajuda, por exemplo, a ampliar o repertório dele na redação do Enem.

Por fim, os amigos feitos durante a viagem costumam ganhar muita importância. Afinal, são pessoas que se ajudam enquanto a família e os amigos antigos estão momentaneamente longe. Assim, seu filho amplia também o círculo social e terá pessoas para se comunicar em inglês mesmo depois de voltar para o Brasil.

Percebeu como vale a pena investir no intercâmbio na adolescência? Com certeza essa é uma oportunidade única para os estudantes brasileiros. Aproveite a chance para ajudar seu filho a crescer ainda mais!

E então, este artigo estimulou você a saber mais sobre o assunto? Conheça o serviço de intercâmbio da Escola Batista de idiomas e garanta uma ótima viagem!

Tags: