Heróis de Brumadinho: Corpo de Bombeiros é homenageado no Teatro Maddox

As cenas de dor devido às toneladas de lama não serão esquecidas. Em meio a tanta tristeza, contudo, eles trouxeram um outro sentimento: esperança. O trabalho heroico de centenas de homens e mulheres garantiu o resgate com vida de quase 200 pessoas. Certamente, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais amenizou as consequências da tragédia que inundou sonhos e paralisou inúmeras famílias naquele 25 de janeiro.

Até hoje, 138 bombeiros continuam as atividades de busca pelas vítimas do rompimento da barragem na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. Para agradecer àqueles que têm verdadeiramente dedicado as suas vidas à causa, a Convenção Batista Mineira e o Colégio Batista Mineiro fizeram uma homenagem na última segunda-feira, 4 de novembro, no Teatro Maddox. Ao todo, participaram da solenidade cerca de 400 bombeiros que atuaram no resgate das vítimas da tragédia.

Durante a celebração, o diretor-geral da Rede Batista de Educação, prof. Valseni Braga, reconheceu o árduo trabalho e honrou os bombeiros na pessoa do chefe do Estado-Maior da corporação, Coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, com a entrega da Medalha Magna do Centenário do Colégio Batista Mineiro. O presidente da Convenção Batista Mineiro, pr. Samuel Amaro, também deu uma palavra em agradecimento aos bombeiros.

Na ocasião, o diretor de Comunicação e Relações Públicas da Rádio Trans Mundial, Ricardo Kroskinsque, conduziu ainda um momento em que foi entregue o livro “Presente Diário – Esperança” para os cerca de 400 bombeiros que participaram da solenidade. O livro foi produzido pela equipe da Convenção Batista Mineira, em parceria com a Rádio Trans Mundial, especialmente para dá-lo aos bombeiros. A publicação contém reflexões para inspirar cada um dos bombeiros em seu trabalho diário, que envolve coragem, dedicação e amor ao próximo. Após a homenagem, um jantar foi ofertado aos presentes.

Na época da tragédia, a Convenção Batista Mineira atuou voluntariamente disponibilizando uma estrutura com lavanderia em uma das igrejas filiadas à instituição localizada em Brumadinho. Em média, 500 peças de roupa passavam por ali diariamente. Por meio da lavanderia, que funcionava 24 horas por dia, foram lavadas cerca de 60 mil peças durante os 121 dias de trabalho ininterruptos.

Além de roupas limpas e passadas, os bombeiros também recebiam diariamente cartas e mensagens motivacionais escritas por crianças das mais de 1.200 igrejas filiadas à Convenção Batista Mineira, que apoiaram as ações do início ao fim.

Tags: