Estudantes revivem época da Inconfidência Mineira em visita a museu de Ouro Preto

Ao todo, mais de quatro mil objetos guardam memórias de histórias vividas há mais de 230 anos. Muitos deles dizem respeito à trajetória de Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes (1746-1792), e outros são obras de autoria de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1737-1814). Reconhecido por ter um acervo de grande raridade e beleza, estamos falando do Museu da Inconfidência Mineira.


Localizado na antiga Casa de Câmara e Cadeia da cidade de Ouro Preto, o museu foi visitado nesse mês de abril pelos estudantes 5º ano do Ensino Fundamental da unidade Ouro Branco do Colégio Batista Mineiro. A iniciativa alia os estudos de sala de aula das disciplinas de História e de Arte às práticas sociais, o que contribui para a construção do conhecimento não só acadêmico, mas também para a formação humana e cidadã dos estudantes.


A excursão foi uma ótima oportunidade para as turmas ampliarem a visão de um dos capítulos mais emblemáticos e importantes do Estado de Minas Gerais e do Brasil – afinal, os registros materiais da sociedade são fontes de informação sobre aspectos do modo de viver e de pensar do povo em determinada época.


Além de objetos que remetem a Tiradentes, o mais famoso ativista da Inconfidência, e ao artista Aleijadinho, o museu preserva obras de Francisco Vieira Servas, Francisco Xavier de Brito, Manoel da Costa Athaide, João Nepomuceno, Armand Julien Pallière, entre outros.

Tags: