Estudantes da unidade Floresta dão show de criatividade em Feira de Ciências

Dominar a teoria por meio do aprendizado adquirido durante as aulas é de extrema importância. E quando se é desafiado a experimentar, na prática, como as coisas funcionam, aí fica muito mais fácil, leve, divertido e garantido aprender. Pensando nessa dinâmica interativa, os estudantes do 9º ano do Colégio Batista Mineiro, unidade Floresta, promoveram no último sábado, dia 27 de abril, mais uma Feira de Ciências.

Criatividade e autonomia. Esses foram os “ingredientes” principais dessa edição do evento, que teve um contexto diferente dos anos anteriores. Dessa vez, os próprios estudantes foram responsáveis pela escolha dos temas para apresentação – a única exigência foi que os assuntos abordados tivessem alguma relevância social. Missão dada é missão cumprida! Dentro dos vários campos da ciência, os grupos apresentaram aos pais, professores e demais convidados temas como: composição e funcionamento de barragens de rejeitos, deficiências visuais, tabagismo, poluição marinha, dessalinização da água e formação dos vulcões.

Bárbara Ferreira, professora de Ciências do 9º ano e idealizadora da feira, ressaltou a importância da realização desse tipo de atividade extraclasse para o desenvolvimento dos estudantes: “O objetivo dessa feira, mais do que conhecimento que eles estão apresentando, que já é superimportante, é a potencialização da autonomia de habilidades que vão ajudá-los a desenvolver projetos a partir dos pensamentos deles, daquilo que eles querem investigar, que eles acham importante. É o momento de dar voz a eles”, destacou.

Além de todo o conhecimento e experiências adquiridos pelos estudantes desde a elaboração até a finalização dos projetos, a Feira de Ciências é também uma oportunidade de estreitar ainda mais o relacionamento família-escola e estimular a participação dos pais nas atividades executadas pelos filhos. É o que reafirma Wélida Rangel, mãe da estudante Isabela, do 9º ano: “Adorei a feira! Achei que os meninos foram muito empenhados, pesquisaram, aprenderam. Não só eles, como os pais também. As atividades envolvem a família. Durante a preparação do trabalho, minha filha levou os colegas para a nossa casa, lá eles fizeram pesquisas, se engajaram e houve a participação de todos, inclusive a minha”, pontuou.

A Feira de Ciências do 9º ano é realizada desde 2012. Durante o evento, todos os trabalhos são avaliados por uma banca de professores e pontuados de acordo com critérios pré-estabelecidos.

Tags: