Estudante da 3ª série do Colégio Batista Mineiro é aprovado em vestibular de Medicina

Amaro Lança, de 17 anos, não poderia imaginar que a prova do Enem realizada como treineiro no ano passado lhe renderia uma aprovação no vestibular de Medicina. Aluno da 3ª série do Colégio Batista Mineiro – Unidade Floresta, ele acaba de iniciar os estudos na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (FCM-MG).

“Eu não esperava de forma nenhuma passar, até porque eu idealizava terminar a 3ª série e aí, sim, prestar os diversos vestibulares com todo o conhecimento adquirido no Ensino Médio. Minha intenção ao me inscrever neste vestibular da FCM-MG foi treinar para o do final do ano, mas fui melhor do que pensava!”, comemora.

Estudante do Colégio Batista Mineiro desde os três meses de idade, com o resultado, neste semestre Amaro começou a cursar a graduação. Conforme Amaro, isso tem sido possível uma vez que conseguiu na justiça o direito à emancipação, além da autorização para finalizar o Ensino Médio e já iniciar a faculdade neste semestre.

O estudante Amaro Lança foi aprovado em Medicina

Paixão por oncologia clínica

Amaro conta que o interesse pela área de biológicas despertou no 9º ano do Ensino Fundamental devido às “aulas maravilhosas” de Ciências da professora Bárbara Ferreira. “No 1º ano do Ensino Médio, a Bárbara continuou me ‘tutelando’ nessa escolha de área; inclusive ela me recomendou para participar do programa Clubes de Ciência (CdeC) de 2018, o qual integrei na UFMG dentro do ‘sub-clube’ de epidemiologia. Foi lá que comecei a me interessar, dentro do domínio de biológicas, pela área da saúde. Com isso, participei de várias palestras como ouvinte, entrei em contato com especialistas de diversas áreas da saúde e até realizei pesquisas”, destaca.

Segundo Amaro, a escolha por Medicina foi tomada na 2ª série do Ensino Médio. “Com (as aulas de) outra maravilhosa professora, a Joyce Padilha de Melo, me descobri apaixonado pela área de oncologia. Como também gostaria de ter contato, além das pesquisas, com as pessoas, a Medicina se tornou um caminho óbvio”, relata.

Assim, o aluno, que já quis ser biólogo, lixeiro, palhaço e professor, aos poucos foi construindo o caminho rumo à Medicina. “A minha ideia (de profissão) que melhor se encaixou com as minhas participações em eventos e pesquisas e que mais me visualizei fazendo para ajudar outras pessoas com amor foi a oncologia clínica. Então, por passar por esse processo de pesquisas nessa área, ficou claro que eu teria que cursar a tão inalcançável Medicina… quero dizer, antes inalcançável”, afirma.

Gratidão

Em choque com o resultado, Amaro conta que conferiu a lista de aprovados dezenas de vezes. “Mas, quando vi que era verdade, senti ansiedade de realizar todo o processo de matrícula. A alegria veio depois. Agora me sinto extremamente grato, claro, a Deus, mas também aos meus pais, aos meus professores, à minha escola, aos meus amigos”, finaliza.

Parabéns pela conquista, Amaro! Que Deus o abençoe nesta nova etapa!

Tags: