Conheça a importância do ensino interdisciplinar para a formação integral da criança

“Meu filho pequeno não gosta muito de ir para a escola”. “Observo que ele não tem muito interesse nos conteúdos oferecidos”. “Parece que meu filho não absorve muito bem as informações sobre as disciplinas”. Frases como essas são ditas por muitos pais que não conseguem identificar os reais motivos de os filhos não conseguirem aprender os conteúdos das disciplinas escolares. Se esta é uma realidade em sua família, este artigo é para você.

Sabemos que esse problema pode ocorrer devido a vários fatores. Um deles pode estar associado à metodologia de ensino adotada pela escola. Por isso, é importante saber como os conteúdos acadêmicos são trabalhados.

Nesse sentido, é interessante observar se a escola trabalha com um ensino interdisciplinar. De acordo com o psicólogo Jean Piaget, a interdisciplinaridade pode ser entendida como “o intercâmbio mútuo e a integração recíproca de várias ciências”. É a possibilidade de romper com os limites inerentes à divisão em disciplinas, propondo diversos níveis de integração do conhecimento.

O mundo mudou e continua mudando, e essas transformações afetam diversas áreas do conhecimento, inclusive no modo como gerações recentes lidam com problemas e tomadas de decisões. As demandas de hoje são distintas das gerações passadas. Por isso, a necessidade da interdisciplinaridade para que os pequenos tenham uma formação integral e, assim, desenvolvam novas habilidades e competências para esse novo tempo. Quer entender melhor a questão do ensino interdisciplinar e sua importância para as crianças? Então, continue a leitura!

Como funciona a interdisciplinaridade

No ensino interdisciplinar, a equipe pedagógica analisa qual tema é comum a duas ou mais disciplinas. Depois disso, os professores de cada matéria estudam a melhor forma de trabalhar o mesmo assunto durante as aulas, porém, cada um com abordagens e visões diferentes.  Assim, a partir de uma situação-problema, a equipe pedagógica explora diversas formas de solução.

Essa metodologia de ensino permite que os conteúdos ganhem mais sentido para os alunos. Sendo assim, eles têm a chance de perceber o quanto os aprendizados fazem parte do cotidiano.

O ensino interdisciplinar na prática

O uso de estratégias e da criatividade é essencial para que aconteça a interdisciplinaridade na educação infantil.  Para esse segmento, é interessante que os temas se relacionem com os interesses da criança. É também uma fase escolar em que os pequenos precisam muito de atividades que envolvam a parte lúdica, justamente para haver o engajamento e a retenção adequada das propostas de ensino ofertadas.

Portanto, integrar musicalização, robótica, artes, matemática e linguagem oral e escrita pode deixar o projeto ainda mais motivador. O ensino bilíngue também pode ajudar nesse sentido, uma vez que cria possibilidades de abordar o mesmo tema em outro idioma. Por isso, é importante que a família invista em uma escola que oferte o ensino de forma interdisciplinar, ou seja, que dê acesso ao conhecimento além dos limites de cada disciplina.

Uma das iniciativas que visam, por exemplo, este ensino de forma interdisciplinar é o projeto Estações de Conhecimento Vegetal. Nesse ambiente, a criança pode aprender sobre Ciências durante o plantio de diferentes sementes nos quiosques criados especialmente para o projeto dentro da escola. A iniciativa proporciona também que os estudantes façam experimentos que propiciam a interação positiva com o meio ambiente. Assim, eles têm a oportunidade de desenvolver o pensamento científico e de usufruir de uma formação comprometida com a preservação ambiental.

Tudo isso contribui para estimular a aprendizagem dos pequenos de uma forma interdisciplinar. Dessa forma, a ideia é romper os limites entre as matérias, a fim de tornar o ensino mais atraente. Com isso, o estudante percebe o aprendizado como algo mais próximo da sua realidade e vive o que aprende no ambiente escolar.

A importância do ensino interdisciplinar para a formação integral da criança

O amanhã exigirá novas competências dos profissionais, e, por isso, o ensino interdisciplinar veio para conseguir suprir as exigências deste cenário. Cada vez mais, serão exigidas novas habilidades e a sociedade do futuro demandará isso de forma muito mais dinâmica.

Sendo assim, para que a criança adquira bons resultados futuramente, é importante garantir uma formação integral que estimule capacidades como inovação, criatividade e imaginação. Precisará estar apta a ter um pensamento ativo e ser capaz de adaptar constantemente sua forma de avaliar e resolver problemas.

Isso tudo vai ao encontro do ensino interdisciplinar na educação infantil, sendo possível capacitar o estudante a ter uma nova postura diante do conhecimento adquirido. Isso quer dizer que a interdisciplinaridade age em prol de construir mais contextualização e de formar profissionais que enxergam muito além do que o visto no modelo tradicional de ensino.

Além disso, o ensino feito de forma interdisciplinar:

  • melhora a qualidade no aprendizado;
  • estimula o pensamento crítico;
  • desenvolve a habilidade de trabalhar em equipe;
  • trabalha a proatividade;
  • desperta o interesse pelos temas;
  • estimula a autonomia;
  • aprimora a capacidade de lidar com situações conflitantes;
  • desenvolve habilidades cognitivas;
  • amplia a visão dos conteúdos.

Gostou do nosso artigo sobre o ensino interdisciplinar? Então, veja também como as atividades extracurriculares contribuem para o desenvolvimento das crianças. Essas atividades são ricas em interdisciplinaridade, tornando a vivência acadêmica dos estudantes mais completa e contribuindo fortemente para o processo de formação integral dos indivíduos.

Tags: