EJA: Aprender com festa

Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), unidade social do Colégio Batista Mineiro, aproveitaram os momentos de lazer com seus familiares e a comunidade escolar oferecidos pela Festa da Família, que teve como tema “Primavera – flores, cores e luzes”. O evento aconteceu na quadra das Séries Finais, na tarde do dia 19 de setembro.

As atrações ficaram por conta da praça de alimentação, sorteios, pingue-pongue, totó, cama elástica, escorregador infantil, música, piscina de bolinha, algodão doce e pintura para as crianças. Aconteceu também o concurso de barracas, que avaliou critérios como beleza, ornamentação, criatividade, organização, atendimento ao cliente, higiene e manipulação dos alimentos, entre outros itens.

Um ponto importante, destacado pelo coordenador e professor da EJA, Elair Sanches Dias, é que a festa, além de promover alegria, tem também um cunho pedagógico. Os alunos têm aulas sobre noções de empreendimento, orçamento, divisão de tarefas e trabalho em equipe, além de exercitar o ceder e o dividir. Os alunos recebem uma verba/capital para promover esta festa e, com a receita, elaboram estratégias de empreendedorismo, fazendo orçamento de produtos, planejamento de custos para terem resultados positivos; calculam os gastos dos insumos e o preço de venda de forma a não ter prejuízo. Enfim, aprendem a administrar o capital. “A proposta do evento é também trabalhar estas questões. É a prática das aulas na festa”, ressalta o professor.

Rejane Cristina M. Gomes e seu marido, Carlos Costa Gomes, alunos da EJA, trouxeram a família para prestigiar a festa. “É um momento de lazer, muito oportuno para ficarmos juntos com a nossa família e também com os nossos colegas de sala”, observa Rejane.

De acordo com a coordenadora administrativa da unidade social EJA, professora Simone Campos, os alunos sentem-se orgulhosos por estudar no Batista, por fazer parte da história da EJA, e gostam de trazer seus familiares para este ambiente festivo e escolar. É um movimento de socialização, pois quando iniciam os estudos, principalmente os mais velhos, estranham um pouco a nova pedagogia de ensino, por não estarem acostumados com este modelo de educação. Mas logo se adaptam e se sentem felizes, e têm consciência de que estão sendo bem preparados.

Confira as fotos

Tags: