Criando uma rotina para o bebê

 

Um dos aspectos fundamentais para a qualidade do trabalho pedagógico na educação infantil é a rotina das crianças no Berçário, pois, sabe-se da necessidade da sua existência na organização da instituição visando o bem estar das crianças, entretanto, esta não pode ser vazia e sem significado para as crianças.

Nesse sentido, organizamos as atividades e as planejamos de forma que atendam as necessidades de todos os envolvidos, de forma dinâmica junto às crianças. A confiança, respeito, carinho e parcerias são fundamentais entre família, educadores e a direção em todo processo educativo.

Como acontece a rotina dos bebês?

A rotina já inicia já na chegada, onde cada bebê é recebido pelas professoras de uma maneira carinhosa e acolhedora, dando aos mesmos segurança e fazendo com que eles sintam-se acolhidos, em um ambiente tranquilo e rico em experiências, essencial para a construção de sua identidade.

A rotina também possui benefícios sociais, emocionais e cognitivos para o bebê e ela é respeitada dentro da individualidade de cada um. Por este motivo, todos recebem uma agenda especial com todas as anotações particulares que acontece diariamente.

Durante a rotina, estimulamos os bebês, sempre conversando com eles, usando gestos, estimulando a linguagem, mesmo que eles ainda não falem, porque os bebês se comunicam através de vivências reais de conversa, pois é importante essa interação.

Na “rodinha da conversa”, cantamos músicas, pois apesar de ainda serem bebê, eles prestam atenção e tentam imitar o som. Desenvolvemos atividades sensoriais e corporais que estimulam os bebês utilizando livros de panos que tem barulhinhos, brinquedos de diversos tamanhos e texturas, atividades corporais como abraçar, bater palma, engatinharem e jogar bolinha.

Como formar uma rotina de alimentação?

A alimentação é a extensão da aprendizagem, logo é outra oportunidade de trabalhar e explorar os sabores, temperaturas e texturas, isso é claro, para aqueles que já se alimentam de papinhas, frutinhas, sucos, água, ou seja, que não estão exclusivamente com o leite.

A formação dos hábitos alimentares é um processo que tem início desde o nascimento com as práticas alimentares introduzidas no primeiro ano de vida. Posteriormente, vai sendo moldado, tendo como base às preferências individuais.

A escola se preocupa com a refeição baseada nas recomendações nutricionais de cada criança, considerando o tempo em que elas estão naquele espaço.

Banho, higiene e… hora de dormir!

A hora do banho, além de um período de higiene, é também uma oportunidade de aprendizagem e construção de hábitos. São momentos privilegiados para se explorar diferentes sensações. A professora desenvolve o trabalho multissensorial com o bebê ao tocar em sua pele, brincar com brinquedinhos, cantar, fazê-lo sentir a água, olhar, conversar, estimular também o olfato através das fragrâncias do shampoo e sabonete.

O horário do sono e repouso tem um papel importante na saúde e no sistema nervoso da criança. As necessidades e o ritmo do sono variam de indivíduo para indivíduo.

A professora sabe que a hora da soneca, assim como os rituais de ninar, varia entre os bebês. Alguns dormem logo que são colocados no berço, outros ficam balbuciando, outros ainda gostam de ser embalados no colo ou no carrinho, com canções ou com objetos que tem valor especial para o bebê, como paninho, bico, etc.

Elisabete Brandião
Educadora do Batista

Tags: