A aula inaugural dos estudantes dos cursos de Direito e Teologia da Faculdade Batista de Minas Gerais deste semestre foi um verdadeiro seminário. Com o tema “Direitos da lei e da vida: segurança em barragens e Direito Minerário”, a aula foi realizada na última terça-feira, 26 de fevereiro, no Teatro Maddox, e contou com a participação do prefeito da cidade de Brumadinho, Avimar Barcelos.

Entre os preletores, estavam especialistas do Direito, da Teologia e da mineração: Geraldo de Freitas, juiz de Direito da Comarca de Congonhas; Marcelo Azevedo, advogado e professor de direito minerário e ambiental; e Reinaldo Arruda, professor de Teologia. Durante o evento, eles debateram sobre o que fazer para que outra tragédia semelhante à ocorrida devido ao rompimento da barragem da Vale na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, não venha acontecer novamente.

A aula contou ainda com a presença do pastor Rubens Cordeiro, capelão-geral da Rede Batista de Educação, que trouxe uma palavra com base no livro bíblico Hebreus. “O que aconteceu em Brumadinho é isso: toda uma nação derramando lágrimas pela tragédia. Mas, se estamos apoiados nas Escrituras, conseguimos olhar além do sofrimento”, disse.

Na ocasião, o prefeito de Brumadinho contou aos presentes como têm sido os dias desde a tragédia na cidade e agradeceu o apoio da Convenção Batista Mineira. O diretor da Faculdade Batista de Minas Gerais, Claudinei Franzini, recordou que há exatamente um mês os voluntários da Convenção Batista Mineira vêm apoiando os bombeiros com a lavagem de dezenas de uniformes por dia.

Durante o evento, o pastor Márcio Santos, executivo da Convenção Batista Mineira, homenageou e presenteou Avimar Barcelos com uma Bíblia, reforçando: “A dor de vocês é a nossa dor”.

Tags: