Você sabe como lidar com as birras das crianças? Confira 6 dicas!

Elas fazem parte da realidade de muitos pais. Também deixam qualquer um de cabelo em pé e podem acontecer a qualquer momento diante de uma frustração da criança. Sim, estamos falando das famosas birras!

Antes de tudo, é importante compreender que a birra faz parte do desenvolvimento do cérebro da criança. Além disso, faz parte da construção da linguagem dos pequenos, podendo se manifestar a partir do primeiro ano de vida.

Isso ocorre porque as crianças ainda não são capazes de lidar com suas emoções. Assim, é comum que elas se posicionem por meio de gritos e choros diante de um descontentamento. Em algumas situações, a criança também pode buscar testar o limite dos pais para descobrir até aonde pode chegar.

Aos pais, cabe lidar com a situação. Afinal,  o aprendizado na fase infantil ajudará a moldar a forma como a criança vai encarar seus sentimentos ao longo de toda a vida. Sendo assim, o jeito que você vai lidar com as birras irá contribuir diretamente para o desenvolvimento emocional do seu filho.

Infelizmente, não existe uma fórmula mágica para enfrentar esse comportamento dos pequenos. Contudo, há algumas atitudes que podem ter efeitos positivos durante um episódio de birra. Quer saber quais são? Confira estas 6 dicas que separamos para te ajudar nesse desafio!

1. MANTENHA A CALMA

Em primeiro lugar, é essencial manter a calma. Nunca se esqueça de que você serve de modelo para o seu filho. Por isso, quanto mais tranquilo você estiver mais rapidamente a situação deverá ser resolvida.

Vale dizer que manter a calma em um momento de birra não significa ceder às vontades da criança. Muito pelo contrário! Se você fizer isso, só vai comprovar que, com esse tipo de comportamento, ela conseguirá sempre o que quiser. A criança precisa assimilar que existem momentos em que ela vai conseguir aquilo que deseja e em outros não.

 2. SEJA FIRME!

Como dissemos, é importante não ceder às vontades da criança quando elas fazem birras. Por isso, a dica é ser firme nessas horas. Sabemos que dizer não para os filhos pode ser doloroso, mas eles precisam aprender desde cedo a lidar com os limites e frustrações.

Além disso, por trás dessa simples atitude, é possível exercer na criança virtudes importantes para a vida como, por exemplo, a paciência.

3. AJUDE SEU FILHO A PENSAR RACIONALMENTE

Por mais difícil que possa parecer, alguns especialistas recomendam aos pais tentarem fazer com que a criança pense racionalmente. Imagine a situação: você aproveita a manhã de sol para descer com o seu filho para o parquinho. O momento é de muita diversão, mas o tempo está correndo e vocês precisam voltar para casa. Afinal, está quase no horário da criança ir para a escola. Nessa hora, repentinamente ela começa a se rebater, deitar no chão e aprontar o maior escândalo.

Diante disso, você pode respirar fundo, olhar nos olhos da criança e tentar explicar o motivo pelo qual ela precisa ir embora. Assim, despertará nela o interesse pelo que vai acontecer em seguida. Se possível, mantenha esse diálogo traduzindo em palavras de fácil entendimento aos sentimentos que ela ainda não consegue nomear.

4. DESVIE O FOCO

Durante um ataque de birra, quando a criança não conseguir se acalmar para te ouvir, uma dica é distraí-la de alguma maneira. A ideia é tirar o foco daquele momento de estresse.

Pode ser aquele cachorrinho que está passando na rua, um jogo no celular, um brinquedo que esteja por perto ou até mesmo a sugestão de uma nova atividade. Segundo especialistas, até os cinco anos de idade as crianças se concentram por pouco tempo em apenas um assunto. Sendo assim, nessa fase é mais fácil distraí-las.

5. PREVINA OS EPISÓDIOS DE BIRRA

Normalmente, os episódios de birras ocorrem sem razões previsíveis, bastando uma frustração da criança. Mas, em alguns casos, eles costumam acontecer em situações bem pontuais, como idas ao supermercado ou shopping. Se este for o caso do seu filho, que tal uma conversa antes de sair de casa? Explique para ele aonde vão, o que vão fazer, o que precisam comprar. Se possível, envolva-o no processo das compras para tornar o momento divertido.

A princípio, essa alternativa pode não funcionar. Nesse caso, você deve lembrá-lo do diálogo que tiveram em casa. Faça desse combinado uma rotina, para que a criança passe assimilar cada vez melhor a ideia e, assim, diminua as birras.

6. MANTENHA SEMPRE O DIÁLOGO

Passado o momento de tensão provocado pelo episódio de birra, é importante dialogar com a criança sobre o ocorrido. Mostre-se disponível para conversar, escutá-la e dê o seu posicionamento com coesão. Faça a criança compreender que aquele não é o melhor caminho. Assim, busque uma boa comunicação com seu filho.

É importante acolher os pequenos nesse momento, ajudando-os a lidar com suas frustrações e dando sentido para a experiência vivida.

Agora que você já sabe como administrar melhor os episódios de birra das crianças, que tal compartilhar esse conteúdo nas redes sociais para que seus amigos consigam lidar também com esse comportamento dos filhos de forma mais tranquila?

 

Tags: