O que fazer quando falta disciplina aos filhos? E quando eles não reconhecem as figuras de autoridade? “Limite”, uma palavra nem sempre vista com bons olhos pela nova geração, mas que precisa fazer parte dos diálogos em família e na escola. Compreendendo a importância desse debate, a unidade Betim do Colégio Batista Mineiro realizou, nos dias 2 e 4 de outubro, a Escola de Pais com o tema “Uma conversa sobre autoridade, limite e disciplina”.

Sempre com o foco no cumprimento da missão de ofertar educação integral, por meio da Escola de Pais, o Colégio promove debates sobre temas atuais e relevantes para formação desta geração mais jovem. O objetivo do programa é auxiliar as famílias no enfrentamento de problemas cotidianos que trazem dúvidas e preocupações em relação à educação dos filhos.

O evento foi aberto aos pais e à equipe pedagógica do Batista. O convite também se estendeu às outras escolas da região. Conforme o diretor da unidade Betim, pastor José Paulo da Silva, o tema desta edição surgiu dos diálogos com professores, estudantes e familiares, que evidenciaram a existência de uma “crise” em relação ao reconhecimento, por parte da nova geração, das figuras de autoridade.

O problema, como apontou o diretor, acaba desencadeando outros, como falta de limite e disciplina. “É importante entendermos que, quando falamos de disciplina, não falamos somente do aspecto corretivo. Falamos de disciplina para desenvolver qualquer atividade humana. Para se concentrar em uma atividade, ter um desempenho excelente em algo, relacionar com as pessoas, exige-se disciplina e, especialmente nesse último caso, uma visão clara sobre limite”, exemplifica.

Desta vez, a Escola de Pais foi realizada em dois momentos. Com ministração da psicóloga Elena Rios – especialista em Avaliação Psicológica e Neuropsicologia –, o encontro no dia 2 de outubro destinou-se aos pais com filhos na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I. Já no dia 4 de outubro, o debate foi voltado para o público que possui filhos no Ensino Fundamental II e Ensino Médio, conduzido por Junia Marcossi, coordenadora pedagógica do Colégio Batista Unidade Floresta, psicóloga e especialista em Psicologia Escolar e Educacional, Psicopedagogia e Orientação Profissional e de Carreira.

Tags: