5 DICAS SOBRE COMO ENSINAR SEU FILHO A SER MAIS GENEROSO

Transmitir virtudes e valores éticos e morais para os filhos. Este é um dos maiores desafios dos pais durante o processo de educação de crianças e adolescentes. Afinal, estes ensinamentos são essenciais no processo de formação dos indivíduos e geram impactos para toda a vida.

Nesse sentido, é muito importante estimular desde cedo a prática de boas atitudes, ensinando os pequenos a exercitarem o bem. Ao incentivar seu filho a compartilhar um brinquedo com o coleguinha, por exemplo, você está contribuindo para que ele se torne uma pessoa mais generosa.

A generosidade nada mais é do que compartilhar algo sem esperar nada em troca, ser movido por um sentimento de empatia, reconhecer e procurar atender às necessidades do outro. Esta virtude não está relacionada necessariamente a bens materiais, podendo ser manifestada por meio de pequenos gestos no cotidiano. Quer saber como ajudar seu filho a ser uma pessoa mais generosa? Confira as dicas a seguir!

1. Ensine com o exemplo

A melhor maneira de ensinar seu filho a ser mais generoso é dando o exemplo. Isso porque, principalmente na infância, eles tendem a observar e replicar as atitudes dos pais, seja de forma consciente ou inconsciente.

Sendo a generosidade uma virtude que pode ser desenvolvida de diversos modos, com pequenos exemplos diários você pode mostrar para ele o valor de praticar este bem.

Para facilitar o processo, o ato de compartilhar pode se tornar um hábito dentro de casa. Ao comprar um chocolate, por exemplo, o ideal é que você o divida com todos os membros da família na presença da criança ou do adolescente. Dessa forma, ele aprenderá de maneira espontânea a importância de repartir.

2. Evite reprimir a criança

É natural, principalmente nos primeiros anos de vida, que as crianças tenham mais resistência em compartilhar seus brinquedos, alimentos e objetos. Inclusive, muitas vezes, isso é motivo de choros e birras.

Neste momento, é hora de você respirar fundo e ter paciência. A dica é conversar com o pequeno e explicar o significado de compartilhar e por que isso é tão valioso.

3. Envolva seu filho na hora de separar doações

Sabe aquele brinquedo que ficou esquecido no fundo da caixa ou aquela roupa que não serve mais? É hora de desapegar! Para isso, peça auxílio ao seu filho na hora de separar os itens que serão concedidos.

Você também pode envolvê-lo na escolha de uma causa ou família que será beneficiada com as doações. Além de estimular o desenvolvimento da generosidade, essa é uma ótima oportunidade de realizar uma atividade em família.

4. Trabalhe a empatia

Exercitar a empatia é fundamental para que uma pessoa compreenda as dores, os anseios e dificuldades dos outros. Nesse sentido, tente criar situações que permitam que o seu filho vivencie uma realidade diferente da dele.

Contar histórias ou incentivar a literatura é uma das formas mais simples de fazer com que isso aconteça. Por meio dos contos, crianças e adolescentes podem vivenciar diferentes situações, se colocar no lugar dos personagens, entender as diferenças e identificar novas formas de resolução de conflitos que poderão servir de reflexo em situações reais.

5. Todos nós temos algo a oferecer

Todos nós possuímos algo a oferecer. Seja uma palavra de conforto, um sorriso, um gesto de carinho. O mais importante é que você ensine ao seu filho que a generosidade é, antes de qualquer coisa, uma disposição do espírito para fazer o bem.

Assim, você contribui para que ele desenvolva os valores éticos e morais, cooperando para a formação de uma sociedade mais justa e de um mundo melhor para ser viver.

Para saber como ajudar ainda mais o seu filho a desenvolver esta e outras virtudes, conheça o programa de educação socioemocional do Colégio Batista Mineiro!

Tags: